CPU ARM otimizada para facilidade de uso e desempenho

 

A Atmel® foi uma das primeiras licenciadas para a tecnologia de processadores ARM®, iniciando com o núcleo ARM7™ em 1995 e o ARM9 em 2000, sendo uma das primeiras no mercado a adotar as tecnologias ARM desde então, inclusive as novas famílias Cortex-A e Cortex-M. Os processadores ARM podem ser implementados com sucesso em uma ampla gama de microcontroladores, microprocessadores integrados e produtos personalizados, disponibilizados pela Atmel.

 

Microprocessadores integrados Cortex-A5 de baixa potência

O Cortex-A5 apresenta desempenho avançado para microprocessadores integrados de baixa potência, sendo mais eficiente em termos de potência e energia que o ARM926 e a CPU ARMv7-A e com o menor consumo de potência disponível. O Cortex-A5 é usado em diferentes produtos da Atmel e disponibilizado com unidade de ponto flutuante e coprocessador NEON™ para processamento de mídia e sinais. Saiba mais

 

Desempenho avançado do Cortex-M7 com a facilidade da classe de produtos M

O Cortex-M7 foi desenvolvido pela ARM para possibilitar um alto nível de desempenho, mantendo compatibilidade de codificação e facilidade de uso da arquitetura Cortex-M. Ele combina uma pipeline superescalar com seis estágios, interfaces flexíveis de sistema e memória, caches e memórias altamente acopladas com ponto flutuante e DSP (digital signal processor — processador digital de sinal). A Atmel usa o Cortex-M7 em diversos produtos industriais e automotivos. A compatibilidade de software garante uma migração simples dos produtos Cortex-M3 e Cortex-M4 da Atmel para aplicações em que seja necessário um desempenho maior. Saiba mais

 

Microcontroladores flash de alto desempenho integrados ao Cortex-M4

Compatível em termos de codificação com outros processadores Cortex-M, o Cortex-M4 oferece instruções cumulativas múltiplas em ciclo único, unidade de ponto flutuante de precisão única e instruções SIMD otimizadas. Para viabilizar o funcionamento de aplicações de baixíssima potência, o Cortex-M4 tem modos de espera e recursos integrados para retenção de estado, além de usar o conjunto de instruções Thumb2® para um ótimo desempenho e tamanho de código. A Atmel utiliza o Cortex-M4 em produtos de uso geral, conectividade e baixíssima potência. Saiba mais

 

Microcontroladores Cortex-M0+ de 32 bits com ótima relação custo/benefício

O processador Cortex®-M0+ é o processador ARM disponível com menor consumo de energia. Com uma pipeline mais simples que o Cortex-M, que é maior, e um acesso de entrada/saída de ciclo único, o Cortex-M0+ é o ponto de entrada perfeito para as famílias de produtos Cortex-M, com aparência e comportamento de 8 bits. O Cortex-M0+ reduz o consumo de energia, aumentando o desempenho, em comparação ao Cortex-M0 e outros produtos Cortex-M. A Atmel utiliza o Cortex-M0+ para aplicações automotivas, de uso geral e de baixíssima potência. Em aplicações industriais e automotivas, a Atmel também adicionou aceleração no hardware para divisão e raiz quadrada, aprimorando ainda mais o desempenho do Cortex-M0+.

Além do Cortex-M0+, a Atmel também usa o processador Cortex-M0 em transceptores Bluetooth e Bluetooth de baixa potência. Saiba mais

 

Processadores clássicos

Núcleo Cortex-M3

O processador Cortex M3 foi o primeiro núcleo ARM otimizado para funcionamento com microcontroladores flash. Ele corrige muitos dos problemas da CPU ARM7TDMI e padroniza os periféricos do sistema, como o controlador de interrupção vetorizado, o timer de base RTOS, a manipulação atômica de bits e o conjunto de instruções Thumb 2. A CPU Cortex M3 possui pipeline com arquitetura Harvard de três estágios, incluindo multiplicação 32x32 de ciclo único e hardware para divisão dedicado. O processador Cortex M3 tem unidade de proteção da memória (memory protection unit — MPU) que fornece controle de memória granular, viabilizando a implementação de níveis de segurança com privilégios, separação de códigos, dados e empilhamento baseados em tarefa-a-tarefa. Saiba mais

Desempenho do ARM926EJ-S e compatibilidade com sistemas operacionais

O processador ARM926EJ-S™ é uma CPU para microprocessadores integrados e MCUs flash de alto desempenho. O processador ARM926EJ-S implementa o conjunto de instruções ARMv5TEJ , incluindo instruções de DSP de 16 bits com ponto fixo para aprimorar o desempenho de muitas aplicações com processamento de sinais, assim como, suportar a tecnologia Thumb. Uma MMU integrada permite a execução de sistemas operacionais como o Linux® em uma eMPU baseada no ARM926, fornecendo acesso a diversas pilhas de comunicações e aplicações. Saiba mais

Microcontroladores flash integrados ao ARM7TDMI

O processador RISC ARM7TDMI foi a primeira CPU ARM a se utilizar do conjunto de instruções de 16 bits com alta densidade de codificação, conhecido como Thumb®. Esse foi o salto tecnológico que acarretou no início da ampla adoção da tecnologia ARM em microcontroladores, ASSPs e dispositivos personalizados. A Atmel complementou a CPU com uma gama de periféricos com sistemas no próprio chip, incluindo um controlador de interrupção vetorizado e um timer de sistema. As funções adicionais e integradas de gerenciamento de energia e memória flash produziram o primeiro microcontrolador realmente altamente integrado de 32 bits. Saiba mais